Super Kawaii Cute Cat Kaoani

sábado, 30 de abril de 2016

The Heart of Betrayal

Lia, foi raptada pelo assassino, estão agora no território dos bárbaros, Venda. Kaden não a matou, pelo que poderão estar os dois em perigo. Rafe também lá está, conseguiu seguir-lhes o rasto. Lia é muito inteligente, mas enganar um bando de assassinos bárbaros não é tarefa fácil, o que vai acontecer quando se souber que Lia não possui o 'dom', ou será que possui??? Que segredos estarão enterrados nas catacumbas de Venda??? Quem é a mulher que Lia vê??? 

Mais uma leitura de excelente qualidade, a trama, os personagens  são fenomenais. A escrita é impressionante e corretíssima. O mundo criado é algo dark e misterioso, cada página virada é uma surpresa. A progressão de trama é excecional, a maturidade da escrita, é também aqui, impressionante. Tem  passagens brutais mesmo, deixando o leitor de rastos. Este 2 livro tem 4 narradores, mas nenhum se repete uma vez que estão todos separados. Durante a narrativa é explicado ao leitor a lenda de Venda e da formação do mundo criado, foi excecional. 5 estrelas 

The Girl of Fire and Thorns

Elisa tem 16 anos, hoje é o dia do seu casamento. Elisa é portadora da pedra de Deus, tem por isso uma tarefa difícil a cumprir. A aliança com os reinos do sul é importante, por isso Elisa casa por imposição. Ao contrário das princesas convencionais, Elisa é obesa, come demais, e não é bonita, não atrai as atenções dos rapazes.Pensa por isso que o seu noivo é um velho decrépito e asqueroso, mas engana-se...Alejandro é um homem lindo.

Elisa parte então para o sul, Alejandro trata-a com muito respeito e carinho, embora não esteja apaixonado por ela, tornam-se bons amigos. No caminho são atacados, e a partir daqui as coisas vão correr muito mal...

Uma grande leitura , sem dúvida, muito bem estruturada, e com um ritmo excelente. A escrita tem muita qualidade e agarra o leitor do princípio ao fim. A construção e progressão dos personagens é fabulosa,a maturidade que a autora demonstra na caracterização dos mesmos é fascinante. Este livro é a prova viva que se pode escrever fantasia de grande qualidade, sem recorrer aos convencionais elfos, dragões, bruxas, princesas lindas de morrer e palácios de construção refinada. Aqui a paisagem é inóspita e tudo em torno é construído em função da mesma. Foi uma leitura brutal. 5 estrelas.

sábado, 23 de abril de 2016

The Kiss of Deception

A princesa Arabella (Lia como é conhecida ) é uma primeira filha, reza a lenda que todas as primeiras filhas têm o dom, o dom de ver o futuro. Mas Lia não o possui, e mesmo assim é obrigada a casar com um desconhecido, o que  para ela  é intolerável. Ela e a sua criada  Pauline traçam um plano, um plano de fuga, mas Lia quer ainda vingar-se do seu tutor, um homem horrível que gosta de a castigar, rouba-lhe então um par de livros que estavam escondidos numa gaveta. Agora o plano estava completo, Lia e Pauline fogem pelas traseiras do castelo em direção à Liberdade....

Fogem em direção à terra de Pauline, que fica ali por perto, mas quanto tempo poderão passar despercebidas??? não muito...

Uma história fabulosa, a sinopse não parece grande coisa ( assim como o título) mas a progressão da história e a construção da personalidade dos personagens é das melhores que tenho lido, não me lembro de nenhuma outra escritora capaz de semelhante feito. A progressão da trama e dos personagens é fabulosa, a escrita é magnífica, e os personagens secundários são fascinantes. A autora explica aos poucos e durante a narrativa, como este mundo se formou. O cenário também foge ao convencional, pois mais uma vez temos um pano de fundo tropical e desértico. A autora demonstrou uma enorme maturidade e genialidade, na progressão da história de Lia, o que ao inicio pareceu um acto deliberado e infantil da princesa, tornou-se num acto cruel e devastador, que se irá tornar numa guerra. Lia (no fim deste livro) tem noção ao que o seu acto deu origem, e esta aceitação da realidade foi qualquer coisa de magnífico. Foi uma grande leitura. 5 estrelas

The Mirror King

O principe Tobias, está nos braços de Willhemina, tem uma seta cravada perto do coração, está a morrer. Will tem uma solução, Conor um dos Ospreys tem a magia da cura, só ele poderá salvar Tobias. 

O rapaz expectro convocado por Willhemina, é de grande utilidade...todos os desejos ou pensamentos da jovem, são concretizados pelo expectro...até a morte de algumas pessoas.

Este 2º e último livro foi dececionante. Os personagens estão muito mal estruturados, parecem um grupinho de meninos e meninas mimadas, a bater com o pé no chão. A total falta de maturidade dos mesmos, em relação à morte/desaparecimento dos familiares e amigos próximos é desconcertante, já para não dizer desrespeitosa. A autora não conseguiu aguentar o tema do livro anterior, esteve a empatar, com páginas e páginas de acontecimentos irrelevantes e que em nada contribuiram para a progressão do tema principal. O mundo criado, é igualmente pobre em descrição. O fim foi um desastre, o fim não teve fim, ficou tudo como estava e a autora não deu solução às questóes principais da trama. 2.5 estrelas pela correção da escrita.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Uma chama entre as Cinzas

O Império tem os povos subjugados ao seu autoritarismo, ninguém pode ter uma educação. Mas os movimentos rebeldes andam por lá, liderados por um grupo de Eruditos, pois não foram todos mortos, os que sobreviveram ensinaram os mais novos. Laia acabou de perder o irmão, o Império prendeu-o como traidor, Laia vai ter de empreender uma perigosa viagem para tentar salvá-lo.

No Império, os soldados treinam sob o pulso da (maldita) Comandante Venturus, os augúrios apareceram e decidiram que irá haver provas, um novo Imperador irá tomar posse. Elias foi treinado pelo Império desde criança, é um dos candidatos a Imperador, é filho da Comandante, e os dois odeiam-se de morte.

Uma história fabulosa, contada na 1º pessoa por Laia e por Elias, que não se conhecem. Temos portanto dois pontos de vista diferentes. A escrita é magnífica ( eu li em inglês) e a trama é de tirar a respiração, a história progride a um excelente ritmo, e os personagens estão muito bem estruturados, quero salientar que os soldados do Império têm uma máscara, que com o tempo se molda à cara e nunca mais sai. Acho que com isto a autora está a passar uma mensagem importante para a nossa sociedade. O livro tem muita ação e o leitor está sempre na expetativa, ( se sofre do coração não leia), pois tal como disse no video, a tal mulher Comandante é demoníca, está sempre um passo à frente até do....futuro. 5 estrelas

Rebel of the Sands

Amina, uma orfã de 16 anos, está farta de ser maltratada e humilhada pelos tios que a acolheram depois da morte da mãe. É espancada com frequência e o marido da tia quer casar com ela (o fdp do velho). No deserto onde vive, Amina é diferente, pois os seus olhos são azul turquesa, o que indica que sua mãe se deitou com um ...estrangeiro. A jovem amealhou umas moedas durante 8 anos e vai tentar entrar no jogo do tiro ao alvo, Amina é imbatível, tem a certeza que vai ganhar e assim já pode fugir...mas... as coisas correm mal...


Aqui está uma história original, passada no deserto. A obra é narrada por Amina na 1º pessoa, está muito bem estruturada, as descrições do deserto são algo de maravilhoso, as personagens são deslumbrantes e originais e a história é qualquer coisa de surreal.Não posso falar muito da história em si, pois seria spoiler, fiz uma brevíssima sinopse, mas não posso dizer mais. 
A progressão dos personagens é estonteante, o livro está cheio de ação, cheio de povos míticos e misteriosos do deserto. O leitor até sente os cheiro e a textura do deserto, tal não é a descrição fabulosa da autora. A escrita é simples mas muito bem conseguida e cheia de humor. Sem dúvida um livro que será do agrado de todos os leitores de fantasia. 5 estrelas

Lady Midnight

Cadáveres de todos os tipos aparecem em L.A. com um tipo de escrita demoníca desconhecido para os Shadowhunters. Emma afirma com toda a certeza que é o mesmo assassino dos pais, pois reconhece os tais símbolos pintados nos corpos. 
A jovem tenta descobrir algo sobre o assunto nos shadow markets, o que é ilegal...

Estreei-me nesta autora e a estreia não foi auspiciosa, o livro é aborrecido e a escrita apresenta pormenores irrelevantes. Vou começar por 'embirrar' com as criaturas que por lá aparecem...os Fae, carambas os Fair Folk????? Como é  que estes povos da mitologia Irlandesa e britânica lá foram parar??? Elfos, a viver em pleno L.A. seriously???????
A escrita parece muito padronizada, obedece a um certo esquema, não achei original,pareceu-me um episódio do CSI L.A. para ser sincera. O ritmo é lento, a autora dá preferência ao tal romance lamechas, que não interessa a ninguém, e ação propriamente é quase nula. 

A protagonista Emma é estranha, nunca consegue fazer nada sozinha, tem sempre que ser salva, isto é que é ser a maior shadowhunter lá do sítio??? Depois lá vem o triângulo amoroso, com sexo gay à mistura, a sério??? isto é um YA??? 
A história não vale nada, a escrita também não. 2 estrelas