Decorated Grey Christmas Tree

domingo, 29 de maio de 2016

Falling Kingdoms

Ao fim de muitos anos de paz, um incidente que terminou  com o assassínio de um jovem, vai dar início a uma revolta e porventura uma guerra. A magia foi há muito proibida, mas o reino de Limeros tem como rei um homem sem palavra, um mercenário com sede de poder, e com uma arma fatal chamada...Lucia.


Uma grande leitura, sem dúvida , gostei muito do mundo criado e descrito pela autora, gostei da trama e gostei dos personagens. O livro é pequeno mas já se notou uma progressão dos personagens que se adivinham principais. Gostei especialmente do pormenor onde o inimigo se vai tornar amigo e aliado...e mais não digo.
A escrita não é magnífica, mas é fluida , inteligente,  e bem estruturada. Os twists sucedem-se , mantendo sempre o leitor na espectativa. Este livro foi uma agradável surpresa. 4 estrelas


sábado, 21 de maio de 2016

Burning Glass

Sonya é uma Auraseer, vive num convento com outras jovens igualmente Auraseers, com o propósito de  aprenderem a dominar este dom. Um dia mais tarde poderão fazer parte da corte do rei. 


Este foi um dos piores livros de fantasia que li, nem sei o que dizer...Sonya é uma idiota, como personagem principal. A história não tem estrutura , é tudo muito confuso, repetitivo e incoerente. Não há descrições, não há construção do mundo onde a trama tem lugar, não há descrição precisa dos personagens, a história passa-se sempre no mesmo sítio, entre 4 paredes. A narrativa é constantemente interrompida , pelos pensamentos sobre as raparigas que Sonya matou (o início do livro foi outra confusão sem nexo), os diálogos são para esquecer. 1 estrela


quinta-feira, 19 de maio de 2016

A Contadora de Histórias

O livro conta-nos a história de Sage, uma  jovem padeira de origem judia. Esta frequenta um grupo de apoio ao luto, aí conhece Joseph Weber, um idoso de 90 anos, alemão. Começam a falar e entre eles começa a formar-se um forte laço de amizade....

Não gostei da escrita da autora. Demasiado 'padronizada', não trouxe nada de novo no que diz respeito a estruturas e descrições. Depois de 40 páginas lidas, adivinhava-se o que vinha aí, para mim foi uma leitura muito previsível. A narrativa é aborrecida, pois dá muitos pormenores do fabrico do pão e bolos, não me pareceu relevante. As partes em que a autora narrava o passadp eram as mais interessantes.A escrita em si também se tornou confusa pois a autora alternava o presente com pensamentos do passado, deixando o leitor um pouco irritado com tanta informação desnecessária. A história é mera ficção, ou seja foi tudo inventado. Nestes cenários de 2ª guerra mundial, o autor  de ficção ,pisa terreno perigoso, pois não estava lá, não viu, não sentiu. Não acho que este tema seja tema para 'histórias inventadas', foi um momento horroroso da nossa história e que não devia ser assim exposto à ficção.2.5 estrelas

A Court of Mist and Fury

Feyre foi ressuscitada, é agora uma Fae. Rhysand faz o que prometeu, na véspera do casamento da jovem com Tamlin (este fdp) aparece para reclamar a presença de Feyre no seu reino. Feyre fica em pânico, mas acaba por ir, foi esse o acordo, tem que ser cumprido. Não posso contar mais :(

Este foi sem dúvida o melhor livro de fantasia que li, destronando assim a minha autora favorita , Juliet Marillier. A escritora é genial na criação e descrição do mundo dos Fae. A originalidade está presente a cada página virada, ao contrário de outras autoras, Sarah J. Maas chama as coisa pelos nomes e inclui partes eróticas. A progressaõ da história é notável, as descrições são DESLUMBRANTES, o ritmo é rápido, e os twists, omg, os twists são de tirar a respiração. A escrita é simples, magnífica e muito fluida, não sei o que mais posso dizer. O cliff hanger do fim, deixou-me sem dormir durante 3 noites, ela não podia ter feito isto, não, não não....um ano de espera nãooooooo. 10 estrelas foi... Exquisite.

As Altas Montanhas de Portugal

Não posso fazer a sinopse , pois o livro é composto de 3 histórias que no fim se vão completar. Começa com um jovem chamado Tomás, que pensa estar na posse de uma pista de um tesouro que irá abalar a fé cristã. Para provar a sua teoria precisa de achar o objecto que o levará à glória, para isso tem de deslocar-se ao Norte de Portugal, Tomás tem uma particularidade...anda às arrecuas.

Vou ser muito sincera, eu fiquei chocada com algumas partes deste livro, ainda não parei de pensar nele e já o li há duas semanas. Este livro é desconcertante, mas depois de muito pensar cheguei à conclusão ..que até gostei. A escrita é de grande qualidade, e eu vou ainda reler certas partes , pois falta-me fazer uma relação de um facto. Aconselho muito este livro, faz-nos pensar , pode parecer uma história sem nexo, mas....pensem com cuidado leitoras, aceitem este desafio e leiam este pequeno livro. 4 estrelas

O Livro de Aron

A família do pequeno Aron vive nos limiares da pobreza numa vila na Lituânia. São de origem judaica e os tempos são de guerra. Perante uma proposta de trabalho , o pai de Aron muda a família para a Polónia, pois pensa que o novo emprego lhes trará mais conforto.

Este livro desapontou muito, é uma narrativa de uma das muitas famílias judaicas fixadas na Polónia, não é ficção e daí o meu desapontamento. O livro descreve o dia a dia da família, dá poucos pormenores da guerra , é uma leitura aborrecida. Se pegarmos num livro de História ficamos melhor servidos. O autor não desenvolve a narrativa, entra em pormenores irrelevantes e no fim não acaba a história...diz que não sabe o que aconteceu à família, ou foram para um campo ou ...não. Ninguém sabe. 2 estrelas.

domingo, 8 de maio de 2016

Sunborn Rising

No universo de Cerulean, os habitantes vivem na floresta que flutua no oceano, este oceano está à volta de uma estrela. A luta pela sobrevivência é o tema principal deste livro fantástico .

Não sei bem o que dizer acerca deste livro. A escrita é básica, os pormenores do mundo apresentado não têm muita coerência ou lógica, e algumas partes têm até uma grande dose de brutalidade, não há por assim dizer, um 'equilíbrio' em termos de escrita. Os nomes das espécies são dificeis de pronunciar e de fixar, o que torna a história ainda mais confusa. Não vos sei dizer ao certo a que público se destina este livro, pelas imagens eu diria público infantil, mas pela escrita talvez YA.
Gostei do mundo criado no entanto esperava mais qualquer coisa. 3 estrelas

Vamos comprar um Poeta


Numa sociedade onde só os números e as estatísticas contam, uma rapariga decide comprar um poeta...


Foi uma boa leitura, sem dúvida, a sociedade é aqui descrita como um número, toda a gente tem um número, ninguém tem nome ou descrição física. Gostei muito da escrita original do autor, gostei muito da maneira como descreveu e escreveu sobre a nossa sociedade materialista/consumista. Uma sociedade onde a cultura não existe simplesmente, e todos nós sabemos, que a sociedade sem cultura é uma sociedade ignorante e pobre. 4 estrelas

The Bitter Kingdom

Elisa é agora uma fugitiva, o trono foi usurpado por um dos generais, para isso tiveram que matar o seu marido, o rei Alejandro.A guerra civil é uma certeza e os feiticeiros estão a atacar vários territórios vizinhos. Elisa tem que destruir os feiticeiros, tem que viajar até à terra das neves eternas, sobreviver, e anular os animagi.

O último livro da trilogia, e mais uma obra-prima. A autora torna a surpreender com novos personagens e twists de ordem variada. A estrutura continua a ser fantástica, e a descrição de novos cenários, são outra vez geniaias. Já disse tudo na opinião dos livros anteriores, que posso dizer mais, sem entrar en spoilers??? Por favor escreva mais um. Foi uma trilogia fabulosa. 5 estrelas

The crown of Embers

Elisa conseguiu derrotra os animagi, mas sabe que esta derrota será apenas temporária, pois a guerra está declarada e nenhum exército tem força para derrotar os feiticeiros. Elisa tem que empreender numa viagem, para tentar saber as fraquezas dos inimigos. Ela é portadora de uma pedra de Deus, vai ter que aprender a saber usar o seu poder.

A viagem é perigosa, pois o inimigo está situado para além do deserto. Com ela viajam alguns amigos, o que será que a espera nesta viagem tão perigosa...


Mais uma vez a autora surpreende ,com uma história magnífica e muito bem estruturada. A introdução de novos personagens, vem juntar uma lufada de ar fresco à trama . O cenário e a descrição do mesmo é no mínimo brilhante. A caracterização dos personagens é muito real, toda a construção deste mundo fantástico é explicada com simplicidade e mestria. As cenas são relatadas com muita paixão e realismo, a autora passa ao leitor uma grande mensagem de vida, pois muitas vezes quem morre são os 'bons' e os traidores ficam sem castigo, foi um livro brutal. 5 estrelas