Super Kawaii Cute Cat Kaoani

quinta-feira, 28 de julho de 2016

The Demon King

Raisa tem 15 anos, é a princesa herdeira do trono, sonha em ser a Raínha Guerreira, tal como Hanalea. Não quer casar com um principe rico e com um cérebro pequeno, a sua aspiração é maior. Mas Raisa é uma princesa mestiça, não é alta, loura e de olhos azuis tal como sua mãe e irmã mais nova, Raisa é pequena, de pele e cabelo escuro e olhos verdes, herdou do pai que pertençe ao clã dos Demonai (tipo indios americanos).  Raisa tem consciência  que os Demonai são contra a maior parte dos costumes de Fellsmarch, onde ela vive, e odeiam os feiticeiros conselheiros de sua mãe a rainha Mariana. A raínha, parece estar sob o feitiço do chefe dos feiticeiros, Bayar, e tem planos de casamento para Raisa, planos tenebrosos...

Cuffs Allister, aka, Han Allister, aka, Hunts Alone (ya tem 3 nomes) deixou a vida de marginal , no vale de Fellsmarch, dedica-se agora a fazer recados para os membros dos clãs. Numa das suas caçadas com Fire Dancer, seu amigo de infância e membro do clã de Marisa Pines,os dois rapazes deparam-se com Micah Bayar, filho do chefe dos feiticeiros, não corre bem e Hunts Alone, aka Cuffs Allistar, aka Hanson Allistar, fica na posse de um poderoso amuleto pertencente ao jovem feiticeiro. A partir daqui a vida de Cuffs torna-se num verdadeiro pesadelo, parece até que a morte o persegue...

Aqui está uma leitura fabulosa, para todas as idades. A escrita é de grande qualidade e viciante. A trama é fenomenal, tem ação, tem romance, tem magia, tem mortes. A história é contada sob o ponto de vista dos dois jovens, Cuffs e Raisa, que não se conhecem ainda. O ritmo é rápido , a escrita fluida e visual. A trama é brutal e os personagens (ao longo da trilogia) têm um progresso maravilhoso. Não tenho mais palavras, a não ser leiam. 5 estrelas



The Gray Wolf Throne

Raisa volta para casa, a sua cabeça está a prémio , é perseguida por uma corja de assassinos. Micah salva-lhe a vida, mas rapta-a em seguida. Raisa consegue fugir e dirige-se ao acampamento de sua avó . Está em segurança...mas as notícias não são boas, a sua mãe Mariana foi morta, Raisa será coroada raínha.

Cuffs, é agora um mago poderoso, só agora sabe que Raisa é Rebecca Morley, e não lhe perdoa esta mentira.  Todavia prometeu a Averil que tomaria conta de Raisa, e torna-se no seu guarda-costas. 

Mais uma excelente sequela, cheia de ação, com uma escrita viciante. A estrutura foi muito bem conseguida, a escrita é inteligente e fluida. Assistimos ao progresso dos personagens principais e secundários, e digo-vos esta saga tem personagens inesquecíveis. Se gostam de magia, feiticeiros, encantamentos, ação, romance , este livro é para todos vós. 5 estrelas

Wayward Pines - Caos

Os habitantes de Pines, sabem toda a verdade, o planeta está destruído e eles são os únicos sobreviventes. Os mantimentos estão a acabar, não há sementes, não há animais, não há nada....a raça humana está na recta final da sua existência, lá fora, para lá das vedações electrificadas estáo os monstros, os nossos futuros eus, que agora são donos e senhores do planeta...


Pois como tudo indicava a humanidade está a chegar aos seus últioms dias....o autor chega ao último livro e deixa o leitor um pouco frustrado com este final, já falei da escrita do autor, da ideia original da obra e da escrita visual. A trilogia foi bastante boa, cheia de ação e twists, o final é que enfim...4.5 estrelas

Wayward Pines - A revolta

Etan Burke, é agora o sherife, já sabe onde está, já sabe o que aconteceu. O vilarejo não passa de uma prisão, onde os humanos que restam são umas marionetas. As montanhas que limitam Pines, estão pejadas de franco-atiradores, ninguém pode sair, se o fizer terá um amorte certa....


Para mim foi o melhor livro da trilogia. A escrita é fluida, e viciante...são aqui revelados os principais mistérios da trilogia. A estrura da obra foi muito bem conseguida, sendo o tema Macabro, uma constante. 5 estrelas

Wayward Pines - Paraíso

Ethan Burke, acorda no meio da estrada, sem saber onde está, ou que lhe aconteceu.Lembra-se que foi procurar os seus parceiros dos serviços secretos a agora acordou aqui num vilarejo de nenhures, onde tudo parece uma mentira...


Uma boa leitura, não estava à espera de encontar uma distopia, sempre pensei que era tudo um 'esquema' mas não era. A escrita é agradável e viciante, bastante visual e a ação é constante. Achei a ideia muito original , diferente das outras distopias. O mistério que envolve o vilarejo, é desconcertante, eu só parei no fim. 4 estrelas

The Muse

1967
Odelle Bastien chegou a Londres com a sua amiga Cynth, são negras e vieram das Ilhas de Trinidad. São olhadas com grande desconfiança pelos londrinos, como seria de espertar, mas a vida começa a correr-lhes bem quando Odelle arranja emprego como secretária numa galeria de arte  em Londres ,e Cynth fica noiva de um londrino.

1937
Temos depois a vida de Olivia, uma jovem de 17 anos que se mudou com a familia para o sul de Espanha. O pai é judeu-austríaco e a mãe é inglesa. Olivia tem como hobby o desenho, mas seu pai negociador de arte, não a valoriza, pelo contrário, substima e troça do talento da jovem, só porque ela é mulher....

Mais uma grande leitura, em torno de um mistério/segredo, mesmo ao jeito de Jessie Burton, tal como fez no Miniaturista. A escrita é de altíssimo nível e viciante. A protagonista, Olivia, é uma personagem formidável, a sua história de vida é brutal. O twist do final (eu esperava tudo menos aquilo) foi de génio. O leitor segue a vida de Olivia ao longo do livro, a sua pequena 'partida'  tornou-se depois numa mentira, que leva à morte de várias pessoas. Odelle Bastien, é um meio para....é uma personagem secundária que quer resolver o mistério. 5 estrelas

A mulher do Tigre

A jovem médica Natália, fica chocada com a morte do avô, não entende o porquê de ir morrer longe de casa. Natália recorda o tempo de infância que passou com o avô , também médico, e decide voltar à sua aldeia natal para apurar certos factos sobre a vida do avô. O mais intrigante é a história do 'homem sem morte' , e Natália vai tentar encontrá-lo...


Uma grande leitura, sem dúvida, um nível de escrita acima dos padrões de escritores da 'moda', para uma escritora ainda na casa dos 20 anos. A história é por si um mundo de histórias, que alternam com o passado e o presente. A mitologia de leste está presente, mas duma forma muito original, a jovem autora personifica o ' deus da morte/ o que conduz as almas para o céu'. A linguagem metafórica da trama está presente em todo o livro, a linha da história é complexa (muito), cabendo ao leitor associar os factos e tentar entendê-los. Este livro é um mundo. Se está à espera de uma história básica, mal escrita, e sem interesse, alegre-se....pois este livro não é para si. 5 estrelas

domingo, 3 de julho de 2016

The Sleeping Prince

O Principe Adormecido  finalmente acordou da maldição, dedica-se agora à pilhagem , assassínio e tortura do  povo  dos reinos vizinhos. Errin uma jovem de 16 anos irmã de Leaf, vive com sua mãe na maior das misérias, numa barraca em Alwyn. O seu único amigo é um estranho de nome Silas. Mas as coisas correm muito mal na localidade de Alwyn, o Sleeping prince está nos arredores para destruir mais esta vila...


Não posso adiantar muito da sinopse, pois passa-se tanta coisa neste pequeno livro, que se torna difícil fazer uma sinopse sem entrar em spoilers. A escrita é de excelente qualidade, a trama é complexa e cheia de twists, cada página virada é uma revelação. Os personagens estão muito bem construídos e evoluem bastante durante todo o livro. A autora mantém sempre um clima dark e misterioso o que torna a leitura viciante e quase hipnótica. Uma excelente escrita e uma excelente história. 5 estrelas