Rainbow Pinwheel Pointer

segunda-feira, 23 de março de 2015

The Picture of Dorian Gray

Dorian Gray é um jovem dandy, belo e encantador. É adorado (especialmente pelos homens), que o acham um ser Único. Basil o pintor, resolve então pintar um quadro de Gray. O quadro fica fabuloso, Dorian pensa que um dia vai envelhecer, e fica obssecado com a ideia de se tornar um velho feio, mas Basil enquanto pinta o quadro pensa que a beleza de Dorian permanecerá para sempre. O retrato é admirado por Lord Henry, que ouve elogios desmesurados de Gray por parte do pintor, e insiste em conhecer o jovem. Assim que se conhecem, ficam amigos para a vida, mas Lord Henry é uma péssima influência para Gray. Então o insólito acontece, o tempo passa, e Gray não envelhece, mas o seu retrato apresenta sinais de velhice e decadência.

Não entendi esta 'admiração' doentia que os homens sentiam por Dorian, tudo se centra à volta dele, por mais que o leitor queira apreciar o que está a acontecer à volta dos personagens, Dorian e a sua beleza desmesurada tomam conta da história. Não gostei da escrita, é simples e não me disse nada de novo, não é agradável, uma vez que corre tudo mal de uma maneira doentia. Achei uma história aborrecida, cheia de diálogos futeis e sem interesse. 

4 comentários:

  1. Viva,

    Sendo assim fica fora da lista algo raro de acontecer aqui nos teus comentarios :D

    Esqueceste-te de dar a nota ? :P

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
  2. Olá Fiacha

    Não achei nada de especial, aquele Gray era um idiota inútil e mimado. Levou uma vida sem interesse nenhum, só a fazer asneiras. Gostei do fim, eke espeta uma faca no quadro e quem morre é ele. 😊

    Bjos

    ResponderEliminar
  3. Olá, nomeei-a para responder a uma TAG Liebster Award.
    Espero que adira ao projecto

    ResponderEliminar