Sun 3

sábado, 4 de outubro de 2014

Prodigy

A continuação de Legend, é bastante inferior ao 1º livro. June e Day fugiram para Las Vegas, onde são esperados pelos Patriotas. Verificam que um dos generais da República pertence também aos Patriotas. Razor DeSoto, tem já um plano para Day e June.


Enquanto isso, os soldados da República continuam a procurar June. O Elector morreu, dando lugar ao seu filho Anden. Razor e  os Patriotas põem o plano  em prática.
June deve voltar para a República, e tentar seduzir Anden, que mostrou grande interesse pela jovem quando esta apanhou Day. Enquanto isso, Day deverá assassinar Anden.


June deixa-se apanhar, e tudo corre como planeado, mas Anden não é como June o imaginava, Anden quer a Paz e a Unificação, June não o quer morto...


Há muitas semelhanças com Hunger Games, a capital, os rebeldes, o triângulo amoroso: uma mulher dois homens.

A escrita é pobre, a história é repetitiva, pois como referi no 1º livro, é contada duas vezes, do ponto de vista de June e do ponto de vista de Day. Não avança na trama, não define como os E.U.A. e o resto do Mundo ficaram destruídos. Fica a mexer nos personagens e nas suas emoções, e repete-se vezes sem conta. Escreveu Comandante Jamieson 10 vezes na mesma página?!!!

Não gostei dos personagens nem do ritmo da história. Daria 2 estrelas.



Sem comentários:

Publicar um comentário