Rainbow Pinwheel Pointer

domingo, 18 de outubro de 2015

The Queen of the Tearling

Kelsea Glynn é uma jovem de 19 anos, vive escondida do mundo, foi educada para ser rainha. Kelsea é uma jovem simples de aspecto, é alta, tem cabelo e olhos castanhos, tem peso a mais e não é bonita.
Barty e Carlin, seus pais adotivos, encarregaram-se da sua educação esmerada. Mas exatamente por ter completado 19 anos, a escolta chegou, a que a irá conduzir ao seu futuro reino. Depois de várias tentativas de assassinato, chega por fim a Tearling, um reino pobre, corrupto, miserável. No momento da sua chegada, é confontada com um dos horrores do reino, as jaulas dos escravos que irão ser enviadas para Mortmesne, cem pessoas são enviadas mensalmente para a rainha de Mort, a rainha maligna, a rainha feiticeira....Kelsea diz Não, não serão enviados mais escravos, e pede para libertar o povo encarcerado...

Uma leitura excelente, com uma escrita de alto nível, muito bem elaborada e estruturada. A autora desenvolve um tema politico-social, que se pode aplicar aos dias de hoje. Temas como a corrupção, pedofilia, prostituição, tráfico de drogas, religião, traição, assassinato e... magia são os ingredientes deste magnifico distópico. Uma teia extremamente complexa, onde as surpresas se sucedem e os acontecimentos não são nada previsiveis. A protagonista é uma jovem rainha espetacular como governante, como mulher é simples, feia e gorda, o que não é habitual em nenhum livro. Gostei de todos os personagens, pois as descrições são muito realistas e todos nós nos identificamos com alguns deles. No início podem achar uma leitura lenta, mas não desistam, vale a pena. 5 estrelas

2 comentários:

  1. Viva,

    Bem está visto que não deve ser publicado por cá mas que me parece bem interessante parece, fiquei curioso :)

    Bjs

    ResponderEliminar