Rainbow Pinwheel Pointer

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Queen of Shadows



Aelin volta a Rifthold, Rowan ficou em Wendlyn. Aedion foi preso , está encarcerado e gravemente ferido nas masmorras por baixo de castelo de vidro. A 1º prioridade de Aelin será libertar Aedion, seu primo e guardião desde a infância.

Dorian já não é Dorian, foi subjugado pelo rei seu pai e tem agora um príncipe Valg dentro de si. Chaol revelou-se um cobarde e fugiu, deixando Dorian ao seu destino.


Mais uma leitura de exelente qualidade, Maas surpreende mais uma vez. Há muito tempo que não lia uma série que me surpreendesse tanto como esta. Mass tem uma imaginação prodiginosa, as surpresas surgem a cada página virada, demonstrando uma escrita cuidada, inteligente e muitíssimo bem estruturada. Maas não deixa pontas soltas, as peças do puzzle encaixam todas em perfeita harmonia.A narrativa é  feita pela autora , mantendo os 3 plots simultâneos; a versão bruxas, a versão Aelin e a versão Dorian (agora perdido para um dos principes negros Valg).

Achei genial a autora ter ido buscar os personagens à mitologia irlandesa ( os Fae ou elfos) e as bruxas Baba Yellowlegs (Baba Yaga) à mitologia da europa de leste. A escrita é simples e fluida, mas não tem descrições maravilhosas das paisagens (ponto negativo), os Fae não sendo humanos têm muitos sentimentos humanos, o que não é original nem convincente (outro ponto negativo). Acho que as diferentes raças não humanas, são muito 'humanizadas', mas este é um problema geral da escrita fantástica, comum a todos os autores. Outro ponto  negativo na escrita de Maas: as frases com vocabulário arcaico, misturam-se com frases do século 21, portanto a escrita não é consistente. Tudo o resto é fabuloso, estou completamente viciada nesta série. 5 estrelas 



1 comentário: