Rainbow Pinwheel Pointer

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

King of Thorns

Jorg Ancrath, vingou a sua mãe e irmão, assassinou o seu tio Renar e tomou o castelo para si, auto-proclamou-se Rei. Este 2º livro começa com o casamento de Jorg, agora com 18 anos, mas o autor reconta o que aconteceu 4 anos antes, o que deixa o leitor um pouco confuso. Jorg é um mercenário assassino e violador,fez um pacto com as trevas e consegue derrotar exércitos, nada o detém, mata o que estiver pela frente, homens, mulheres e crianças.


Aqui está um livro que foge ao convencional, o 'Herói', é um violador assassino. A escrita é correta mas muito confusa. Não entendi, como esta distopia funciona, não entendi como algures no futuro, existem trolls, espectros e zombies. O mundo criado é o nosso, e não entendo como surgem estas criaturas ou como o mundo chegou ao que chegou. O autor não dá explicações e no decorrer da narrativa, vai acrescentando personagens que caem ali de para-quedas, deixando o leitor ainda mais confuso. Acrescento ainda o facto de Jorg  ter poderes mágicos, é por isso invencível, mais uma vez não é explicado ao leitor a origem destes poderes. Dá a impressão que o livro foi escrito aos soluços: ora agora acrescento isto, ora agora acrescento aquilo. A ação é única e totalmente preenchida com Jorg (o monstro), eu diria até OBSSESSIVA. Não há beleza neste livro leitores, é tudo negro e sombrio. O personagem principal, não tem qualquer sentimento por ninguém ou por nada, as ações dele são surreais. 2.5 estrelas pela escrita 

1 comentário:

  1. Ois,

    Bem por esta não esperava, pensei que fossem livros fantásticos :D

    Bjs

    ResponderEliminar