Sun 3

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Heir of Fire

Celaena chegou a Wendlyn, terra mítica dos Fae e das histórias  fantásticas dos trovadores. Mas a assassina vai ter que matar os reis, é para isso que lá está. Deambula pelas tavernas, mete-se em lutas e confusões, rouba para comer. Dos telhados das casas onde vive, vê o Rei, fica chocada com a sua bondade e com o amor que o povo tem por ele. Celaena pressente que alguém a observa, e quando menos espera, Rowan, um Fae, vai ter com ela e leva-a à presença da raínha dos Fae...Maeve a maldita, e sua própria tia...afinal não é mito, os Fae existem. 

Mais uma leitura excelente, Maas surpreende pela positiva, o ritmo da narrativa continua rápido e a sequência da trama é excecional. A progressão de Celaena , agora Aelin, é Brutal,  o leitor tem perfeita noção de quem ela foi, porque agiu como uma criança de 10 anos e porque se tornou na assassina que é. 

A autora mudou a estrura da trama, de um plot, passou para três, juntando agora o universo das bruxas e dragões. Assim dito parece uma história pateta e infantil mas não é, a revelação de quem Celaena é, e no que se vai tornar durante este 3º livro é brilhante. Todos os segredos dos primeiros livros são agora aqui revelados, para assim a autora 'matar Celaena' e dar vida a Aelin. O tal triângulo amoroso, ruiu, Chaol e Dorian, vão certamente ficar para trás, pois surgiu Rowan, um fae, tal como Aelin aka Celaena. A escrita não é brilhante, mas é bastante boa, as descrições das paisagens e do mundo criado são escassas, dando a autora preferência à descrição das aptidões físicas, essas sim são pormenorizadas demais , mas pronto é um mal menor. 

Pormenores da escrita :

1- tem elfos e dragões ? Sim
2- Tem um herói/ heroína jovem que vai salvar o mundo?? Sim
3- tem um poema ou carta escrito com uma letra diferente?? Sim
4- os personagens falam em vários idiomas? Sim
5- luta entre forças do bem e do mal? Sim

Parabéns, Sara Maas é uma Tolkiana. Estamos perante uma fantasia como manda a regra. 
Pontos negativos desta fantasia: os idiomas, a autora é linguísta??? percebe alguma coisa de idiomas?? Não, então não deveria ter escrita certas palavras num idioma que ninguém conhece, é ridículo e arrogante.
Raças não humanas, os Fae, ou melhor os elfos, por que é que os não humanos reagem como os humanos??? Outro ponto negativo para as fantasias, não é humano , não pode reagir como os humanos é ridículo e não tem originalidade. Foram estes os dois pontos negativos da obra, de resto adorei a história que em nada se parece com o mundo criado por Tolkien. 5 estrelas.


Sem comentários:

Publicar um comentário