Super Kawaii Cute Cat Kaoani

domingo, 28 de junho de 2015

A História Secreta

A história começa com um assassínio, portanto assim que o leitor abre o livro é imediatamente confrontado com esta realidade  sem contexto (ainda). A narrativa é feita por Richard, sempre na 1º pessoa.

Depois desta pequena introdução, a autora vai voltar atrás alguns meses e conta como tudo vai acontecer.A história começa com Richard, californiano de classe média, com notas medíocres, que consegue com alguma sorte ingressar na universidade de Hampdon, uma universidade que acolhia a 'escória' das outras universidades, os alunos que ninguém queria,os novos ricos da alta burguesia, que se dedicavam ao álcool e às drogas. Tendo frequentado aulas de grego, Richard tentou matricular-se nesta disciplina na nova universidade, pelo que lhe foi dito que o professor era excêntico e não aceitava qualquer aluno. Esta disciplina contava só com 5 alunos, muito, muito peculiares,mas mais uma vez a sorte sorriu a Richard, e foi aceite na pequena turma de grego, a qual contava agora com os 6, e únicos alunos. 

Os alunos levavam o estudo deste idioma muito a sério, ao ponto de quererem experimentar um bacanal. Mas as coisas, correram mal...

Aqui está uma leitura ao mais alto nível, uma história magnífica e extraordinária, com um vocabulário de excelência e descrições fabulosas sem se tornarem chatas. Uma história surreal, muito bem construída e desenvolvida, alucinante mesmo.Os personagens, jovens adultos de 20 anos, são IMPRESSIONANTES. A visão  ou noção da nossa realidade é deveras nua e crua. Não posso contar mais nada, pois cada página virada é uma surpresa. 10 estrelas -  foi magnífico e sublime


Infinite

Coração prepara-se para o ano das Almas, começam os tremores de terra e o vulcão vai entrar em erupção. Ana decide viajar para norte e consegue convencer alguns amigos a viajarem com ela, nomeadamente os casais que têm crianças também sem alma. Nesta sua viagem Ana tem de impedir Janan de Ascender, este ser vai atingir a Imortalidade, por isso  alimenta-se de almas novas, impedindo-as de nascer. 

O caminho é duro, Ana consegue a ajuda dos silfos, mas para triunfar, necessita também da ajuda dos dragões. 


Mais uma grande leitura, a autora fecha com chave de ouro esta trilogia. Gostei particularmente deste livro, o ritmo da narrativa é rápido e a autora mantém sempre o factor suspense. O vocabulário é simples, tal como a escrita e o conteúdo frásico, mas a autora consegue contar uma história, com bastante coerência e talento, o que para mim é uma tarefa difícil, e que não está ao alcançe de muitos escritores. Jodi Meadows impressiona pela originalidade da história e pela maneira como a 'conta'. Gostei da construção dos personagens, e da narrativa, não gostei do personagem Sam, o perfeito idiota, sem saber o que fazer, e que parece estar sempre a mais.
5 estrelas 

domingo, 21 de junho de 2015

Asunder


Ana, a sem alma, descobre o porquê da reencarnação, porque é que ela é uma alma nova, e porque é que todos os outros são almas velhas. Depois do ataque ao templo, novas almas nasceram, mas os habitantes de Coração não os recebem bem, atentam contra a vida dos recém- nascidos. 

Ana tenta decifrar os códigos e as anotações que seu pai biológico lhe deixou, tenta perceber quem são os silfos, faz enormes progressos, conseguiu controlá-los e impedi-los de atacar os humanos. Mas nem tudo é fácil, os homens do poder conseguem prender Ana dentro do Templo, e uma vez lá dentro , não há hipótese de saída, pois o templo é vivo, não tem portas nem janelas, só tem morte e as vozes dos mortos.

Foi mais uma grande leitura, li-o num dia. O mundo criado pela autora é fabuloso e original. A história está muito bem estruturada, combina FC com um mundo antigo, uma proeza difícil, mas conseguida com grande sucesso. Nada nesta história é parecido com outra história, daí a beleza da narrativa. O suspense é contínuo, e mais uma vez o final é surpreendente. Quando tudo parece terminado, não está terminado, o leitor fica num cliff-hanger, até ao próximo livro. 5 estrelas.

sábado, 20 de junho de 2015

A Elizabeth Desapareceu

Maud, uma idosa de 83 anos, tem frequentes lapsos de memória, porém, lembra-se perfeitamente do seu passado, dos seus pais, da sua irmã Suckey que desapareceu a seguir à 2º grande Guerra. No presente, tem na memória que a  sua amiga Elisabeth desapareceu. Quem desapareceu??? Será que foi Elisabeth??? Será que Maud, nos seus devaneios poderá dizer alguma verdade???

Foi uma grande leitura,a autora  conta na 1º pessoa, a história de Maud a idosa que sofre de perda aguda de memória. Achei extraordinário a forma como o fez, eu diria mesmo que seria uma tarefa impossível, tal a veracidade da narrativa. Uma história alucinante, onde os lapsos de memória começam a ser cada vez mais deprimentes, e o passado se confunde cada vez mais com o presente. A narrativa é de caráter psicológico, e termina com uma verdade escondida há quase 50 anos. Foi excecional. 5 estrelas   

O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares


Jacob vive  uma vida pacata com seus pais e avô, na Florida. Abe Portman (o avô) é um refugiado polaco/judeu. Cresceu num lar no País de Gales, combateu os nazis na 2º grande Guerra e por fim imigrou para a América. Casou, teve dois filhos e um neto,Jacob.    Abe Portman era um excêntrico, fazia viagens frequentes e tinha um album de fotos antigas e macabras, dizia que eram verdadeiras, que  as crianças das fotos eram os seus amigos do orfanato....mas Abe morre em circunstâncias trágicas, Jacob nunca mais teve sossego a partir desse dia, via sombras, ouvia coisas, era perseguido por monstros. Depois de um tratamento psiquiátrico, O dr. Golan aconselha Jacob e seu pai a viajarem até ao País de Gales, assim Jacob poderá verificar que os seus pesadelos não têm fundamento.....


Uma história macabra, diferente, e muito bem contada. O que a princípio parece ser uma história de família, passa a ser uma história bizarra, onde as coisas não são.....é uma viagem no tempo. Muito bem conduzida, com um elenco de personagens notáveis e originais, o autor conduz-nos aos meandros do mito das viagens no tempo. As surpresas vão-se sucedendo, a um excelente ritmo, e quando no fim do livro parece estar tudo bem, está tudo ainda pior. 4,80 estrelas. Muito bom.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

A Rapariga No Comboio


Rachel Watson viaja todos os dias para Londres, aprendeu a conhecer bem as pessoas que moram nas casas perto das estações. Há um casal que irradia felicidade, então Rachel 'baptizou-os' de Jess e Jason. 

Rachel divorciou-se há pouco tempo e aceitou mal o facto, refugia-se na bebida,é..   alcoólica. Numa das suas viagens, Rachel observa o casal perfeito, mas não é Jason que Jess está a beijar, é outro homem, um desconhecido. No dia seguinte Jess desaparece...

Um thriller psicológico maravilhoso, um dos melhores que li, a obra está muito bem estruturada,a história é original,  os personagens vão-se revelando até ao fim do livro, e a atmosfera de suspense é constante. A narrativa é contada por Rachel na 1º pessoa, que alterna depois com outras duas personagens, também na 1º pessoa.
O vocabulário é simples mas coerente, a história é complexa, pois alterna com o presente e com o passado dos personagens. Adorei, 7 estrelas

P.S. A TRADUÇÃO FOI PÉSSIMA

Ivan O Tolo

Tolstoi conta-nos uma pequena história fantástica sobre 4 irmãos, 2 deles gananciosos, ele Ivan  gostava de trabalhar a terra, é pobre e tolo. Os irmãos conseguem bons casamentos e conseguem enriquecer, Ivan continua pobre, continua a trabalhar a terra com seus pais e irmã. Mas Ivan é feliz, Ivan está sempre feliz, mas o Diabo não gosta disso, e manda 3 diabinhos destruir a felicidade de Ivan....

Tolstoi faz uma excelente crítica social, com este conto fantástico, o autor foca o eterno problema politico/social, os pobres que trabalham duramente com as mãos, e os ricos que trabalham com a 'cabeça'. Excelente 5 estrelas.

A tradução não é das melhores :(

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Roof Toppers

Algures no  canal da Mancha, dá-se um naufrágio, o queen mary afunda com quase todos os passageiros, o sobrevivente Charles Maxim, vê um estojo de violoncelo a boiar na água e puxa-o para si, tem uma bébe lá dentro.

Sophie cresce saudávelmente com Charles, vivem numa casa de estilo victoriano, nos arredores de Londres.Têm uma existência feliz e peculiar. Até que um dia Sophie faz 12 anos e a assistência social informa, que vai tirá-la a Charles. Nesse dia Sophie descobre que dentro do estojo do violoncelo está uma morada, a de sua mãe, diz ela, pois Sophie sabe que um dia a encontrará.

Sem outra saída, os dois fazem uma pequena mala e partem para Paris, pois a morada que consta dentro do violoncelo é de lá.

Uma narrativa de Excelência, uma história maravilhosa que nos leva às ruas ( e aos telhados) de Paris. Uma abordagem de tema extremamente original, muitíssimo bem estruturada, com uma evolução e caracterização de personagens fascinante. A escrita é maravilhosa, tudo aqui é maravilhoso. 5 estrelas  

Incarnate

Ana fez 18 anos, é posta fora de casa pois é uma sem-alma. Não tem memória das vidas passadas, não sabe fazer nada, não conhece ninguém, ao contrário dos habitantes de Coração, que são almas milenares e têm memória das vidas passadas.Ana tem de procurar a sua identidade, por que é que nasceu sem memória. No caminho encontra um jovem, Sam, que a ajuda a chegar a Coração, caso contrário não conseguirá lá entrar pois o leitor não reconhece a sua frequência de alma.

Coração tem um milhão de almas, uma muralha 'viva', e tem ataques frequentes de dragões e silfos.

Uma leitura deveras interessante, pois a autora mistura FC, com antiguidade. O tema é algo complexo, reencarnação,mas foi muito bem conduzido, com uma escrita de grande qualidade. A evolução foi um pouco lenta, contudo o factor suspense, está sempre presente. Foi a 1º vez que li algo neste género, computadores, lasers e ..dragões. Parece que não faz muito sentido, mas foi muito bem explorado, com um final espetacular. 4 estrelas 

Day Four - Os Quatro


Beautiful Dreamer, um navio de cruzeiro para a classe menos abastada, está a 2 dias de terminar a viagem e dirige-se a Miami. De repente, fica parado no golfo de México, sem aparente razão...não há energia, portanto todas as comunicações são impossíveis. Tripulantes e passageiros, estão privados do mundo.

A bordo do navio viaja Celine del Ray, uma medium intrujona, que ganha a vida, supostamente, a enganar um grupo de crédulos, que dá pelo nome de 'Amigos'. Atrás dela veio Xavier Smith, repórter freelancer, que quer à força desmascará-la. Celine afirma que Bobby Small( uma das crianças aberrantes do livro 'Os Três') e sua mãe, estão ambos vivos. O pânico começa a instalar-se, e no meio da confusão, matam uma jovem mulher. Alguns tripulantes e passageiros, começam a ver uma criança, um rapazinho...mas algo está muito errado, mesmo muito errado, Celine, a supostamente 'intrujona', começa a tentar ajudar os passageiros e faz revelações que seriam impossíveis de saber....

Mais uma grande leitura, muito bem estruturada e conduzida, a escrita é algo complexa, já para não falar da história. Os personagens vão evoluindo e a trama complica-se, numa atmosfera, no mínimo macabra. Uma aventura alucinante e bizarra, e quando por fim, parece que tudo voltou ao normal, não voltou, ainda ficou pior, o grand Finale, é qualquer coisa de ATERRADOR. 5 estrelas.

O Que Aprendemos Com Os Gatos

Uma breve história da 'domesticação' dos gatos, de como eles eram selvagens e resolveram depois ocupar um lugar entre os humanos. A autora alterna com o agora e com o antes, conduzindo bem a história e dando pormenores importantes do comportamento do gato. 

Baseando-se na sua experiência pessoal, o livro fala de 1/2 gatos, não entendi o porquê de ela por vezes falar do Tris e da Tras, e por vezes falar só de um, o TrisTras.
Como disse anteriormente, ela aponta pormenores muito interessantes, focando somente o comportamento do gato, deixando de fora o elo criado entre o gato e o dono. Não refere o como o porquê do gato escolher determinada pessoa como dona/o e do ritual que eles realizam quando o fazem. Achei que foi um ponto que deveria ter sido desenvolvido, e por escolha da autora nem sequer foi mencionado. No entanto gostei muito da escrita, da história, e do que aprendi com este pequeno livro. 4 estrelas.